Sejam bem-vindos ao Chris Hemsworth Brasil! Somos um site criado por fãs, sem fins lucrativos, com o objetivo de informar. Não temos contato com Chris Hemsworth ou seus agentes e é proibida a cópia total ou parcial deste site. Todo o conteúdo é creditado aos seus devidos criadores.

Recentemente Elsa Pataky, esposa de Chris, contou ao Sydney Morning Herald que paciência, entendimento e comunicação são o segredo para um casamento bem sucedido.

“Você tem que colocar muito esforço num casamento. Eu não acho que nenhum casal é perfeito.” ela diz. “Requer paciência, entendimento, muita conversa, conhecer a outra pessoa, conhecer você mesmo e o que você faz de errado. É sobre não deixar o orgulho um do outro ficar no caminho.”

Elsa também disse que é importante passar tempo a sós, sem os filhos. “Nós fazemos um esforço para fazermos coisas juntos sem as crianças. Arrumamos tempo para nós como um casal.”

Ao ser perguntada sobre o que ela faz quando Chris pega nos nervos dela, ela disse que, “Tem algumas coisas que não gostamos sobre o outro e perseguimos uns aos outros com essas coisas, mas por trás de tudo isso há muito amor. Se importar com alguém o mesmo tanto que ele se importa com você é o que faz você passar por esses momentos. Eu fico emburrada e tenho um temperamento hispânico e Chris sempre diz, “Quem é essa garota?” quando eu fico assim. Ele é tipo, “Meu Deus, Elsa.” Tem coisas que não gostamos um no outro, mas não focamos nisso. Não somos perfeitos.

Elsa ainda falou sobre como criar 3 crianças afetou o balanço entre sua vida pessoal e profissional, “É difícil. Então chega um ponto que você também quer trabalhar, não só ficar em casa com as crianças. Fazer os dois na mesma velocidade não é sempre possível. Encontrar equilíbrio é um processo que todos passamos. Eu tive a sorte de ter ficado em casa e ter estado lá pra eles a todo segundo nos primeiros anos de vida. Eu escrevi um livro, fiquei em forma, e descobri outras formas de trabalhar. Também era hora do Chris brilhar e eu estava bem com isso. Eu sabia que minha hora viria de novo. Fazer o que você ama é importante para sua sanidade como mãe. Devíamos ser tão orgulhosas de sermos mães – É o trabalho mais difícil do mundo.

De acordo com a atriz, quando se trata dela estar voltando aos cinemas, Chris da todo apoio a ela, “Chris sempre me incentivou a continuar trabalhando porque ele sabe que isso me faz feliz. Ele está sempre do meu lado. Ele me diz pra não fazer as coisas pela metade e pra me dedicar como um todo. Ele não quer que eu tenha arrependimentos. Ele é muito solidário.



Segundo a revista Marie Claire Austrália, depois de 7 anos morando na pequena cidade de Byron Bay, Chris Hemsworth e a família estão de mudança para Sydney, também na Austrália. Desde o início do ano, Chris Hemsworth está filmando na cidade, que tem atraído várias produções de Hollywood, principalmente após a pandemia do COVID-19.

“Byron tem sido ótimo”, diz Elsa Pataky para o Sydney Morning Herald. “Tomamos a decisão certa de sair de Los Angeles e vir para a Austrália em 2014 – tem sido ótimo para as crianças estarem na natureza, curtir os animais e andar a cavalo.”

Agora, a família está voltando para Sydney. “É uma experiência totalmente nova,” disse Elsa sobre morar em Sydney para seu novo filme, Interceptor, do qual Chris será produtor executivo. “Estamos adorando estar na cidade e as crianças vão à escola aqui.”

No entanto, eles não pretendem deixar a mansão recentemente reformada vazia. “Eu não posso ficar tão a vontade quanto fico em Byron Bay, mas esperamos voltar lá aos fins de semana.”

A atriz espanhola também disse que, enquanto ela ama sua terra natal, se mudar para lá não está no radar. “Eles sempre me perguntam quando voltarei pra Espanha,” ela falou sobre a família.

“Eu digo a eles, um dia. Eu amo a Espanha mas também amo muito a Austrália, e poder trabalhar aqui é maravilhoso. Os australianos me adotaram e eu me sinto amada por eles – nós temos um senso de humor parecido. Todas as pessoas espanholas que vem aqui adoram.”



A GQ Australia liberou uma nova entrevista com Chris Hemsworth. Confira a matéria completa!

Carreiras em Hollywood às vezes podem parecer fáceis. Um simples caso de aterrissar em sua grande chance, e então esperar que a fama e a fortuna cheguem, enquanto você planeja seu próximo papel de grande sucesso. No entanto, não são as oportunidades que definiram a carreira formidável de Chris Hemsworth, mas os desafios – e seu desejo de continuar vendo-os acontecerem.

“É tudo uma questão de buscar novos desafios, sabe?”, diz ele em seu barítono caloroso e instantaneamente reconhecível ao telefone de sua casa em Byron Bay, onde mora desde que se mudou de Los Angeles em 2014.

“Já trabalho há 15 anos e houve um período em que tudo era novo e empolgante, e o mais difícil era dizer ‘não’ porque você queria continuar trabalhando”, diz o ator.

“Agora você quer aprofundar a abordagem e pensar ‘isso parece familiar? é um território único para mim? já interpretei esse personagem antes? quem é o diretor? quem é o elenco? é uma colaboração que sinto que vou aprender com ela?’. Sempre que parece muito familiar ou muito confortável, acho que meu interesse não foi despertado”.

É esse critério que se tornou a fórmula para o sucesso do ator, acrescentando que quando ele “não tivesse medo ou ansiedade como um motivador para cavar um pouco mais fundo no roteiro”, ele se sentiria muito confortável. “Gosto de procurar projetos que me assustem muito, coisas que obriguem você a se expandir e evoluir, trabalhar mais, aprender mais”.

Isso deu lugar ao sucesso meteórico de Hemsworth e permitiu-lhe o prazer de trabalhar em uma série de filmes que definiram sua carreira. Citando Thor, Extraction, Bad Times at the El Royale, Rush e Escape from Spiderhead – “desculpe, estou listando todos os meus filmes quando você pediu apenas um”, ele interrompe com uma risada – como alguns de seus favoritos, rapidamente se torna aparente que são os desafios oferecidos por cada uma dessas funções que consolidaram seu lugar em seu carretel de destaques.

Sem surpresa, é também o nível de expectativa que permeia o set de Thor: Love and Thunder, baseado em Sydney, a quarta parcela da série de sucesso da Marvel reimaginada pelo diretor Taika Waititi, que está atualmente energizando Hemsworth. Além, é claro, de co-estrelar as habilidades de improvisação de Chris Pratt. “O cara é incrivelmente impressionante com a espontaneidade, o humor e as coisas que ele inventa. É engraçado, inspirador e intimidador. ”

Sobre voltar para seu papel recorrente como o Deus Nórdico do Trovão portador do martelo, Hemsworth diz que, também, apresenta seus desafios. “Tem a mesma – se não mais – pressão agora para fazer de novo,” ele diz. “Então tem um pouco de uma energia nervosa e animadora que está motivando todos nós a chegar um pouco mais longe e ter certeza de que estamos cobrindo todas as bases e abordando a cena de todos os ângulos.”

E não é só profissionalmente que Hemsworth se desafia, mas pessoalmente. Quando perguntado sobre sua natureza humilde e comportamento pé no chão, a estrela mundialmente famosa credita a influência de seu pequeno grupo de amigos e família. “Nós somos majoritariamente produto do nosso ambiente, então é sobre a companhia que você mantém e eu tive ótimos pais e modelos enquanto crescia.”

“Estou sempre motivado a ser melhor – seja como pessoa, ou pai, marido, amigo, colega de trabalho. Eu acho que todos temos esse dever e obrigação de nunca ficarmos muito confortáveis e só perguntar, ‘o que mais eu posso dar e fazer? Quais efeitos positivos podemos ter nisso?’ Eu acho que isso vem dos meus pais e educação, mas por qualquer razão isso sempre esteve no meu centro e eu acho que isso sempre me mantém em cheque.”

Como alguém que é sempre celebrado por suas sensibilidades exclusivamente australianas, Hemsworth é o primeiro a reconhecer a influência positiva que realocar em casa com sua família há sete anos teve em sua perspectiva. “Ir e vir de Hollywood foi uma maneira muito saudável de fazer isso,” ele diz. “Eu pude dar um passo um pouco atrás e não estar sempre focado na parte pequena disso tudo – Eu tinha uma visão macro das coisas. Vivendo aqui, eu podia ver de longe e reavaliar coisas e ver o que era importante.”

Mais recentemente, no acordar na pandemia global, um senso de gratidão e culpa coloriu sua habilidade de chamar a Austrália de casa. “Eu sei que minha ou nossa experiência como australianos é muito diferente da maioria das pessoas pelo mundo… Mas eu acho que o golpe inicial e o primeiro freio de tudo foi tão inquietante pra mim como foi pra todo mundo,” divide o ator, que confessa que ele também descobriu que as circunstâncias também serviram como um alerta muito necessário.

“Foi tipo, ‘ uau, olha todas as coisas que tomamos como garantido’,” ele diz. “Coisas simples como andar pela rua, e ir a um restaurante, e não usar uma máscara, e como nós interagimos e nos juntamos coletivamente – tudo de repente, nós não podíamos fazer. Eu sei, de novo, sem escalar isso a experiência de todos os países, mas em qualquer nível, é um tanto desafiador, emocional e psicologicamente.”

Era contato humano que Hemsworth descobriu ser uma graça salvadora entre a agonia e incerteza que foi 2020. “Eu acho que – para amigos meus que estavam sob isolamentos e lockdowns pesados – se tornou muito pouco saudável, e o que os fez passar por isso foi ainda manter aquelas amizades e ainda se comunicarem com as pessoas.”

“Nós enganamos a nós mesmos em pensar que podemos fazer tudo sozinhos e sou só eu contra o mundo, e por aí vai. Então você percebe que não, não somos nada sem uns aos outros, e não somos nada sem conexão e colaboração, e unidade e comunidade. Eu espero que isso tenha mostrado isso pra todo mundo. E então talvez conforme as coisas fiquem mais fáceis, quanto mais normais as coisas voltem a ser, nós mantenhamos isso em mente – nós somos gratos por essas coisas, não tenha elas por garantido.”

“É uma doença,” Hemsworth continua, agora em seguida. “Nós todos parecemos ter a ideia de que tudo vai durar pra sempre e que tudo fica exatamente da forma que nós queremos que fique, e nós ficamos muito desapontados e surpresos quando as coisas mudam. É tipo, a única coisa que você meio que garante é que as coisas vão mudar.”

É por essa razão que o ator não está desanimado que agora ele tem que dividir sua casa com Hollywood – o mesmo lugar que ele lutou tanto para se distanciar – já que pessoas como Liam Neeson, Melissa McCarthy, Idris Elba, Matt Damon e Zac Efron se mudaram para a Austrália para filmarem vários projetos. Ao invés disso, Hemsworth está esperançoso.

“Eu me lembro quando eu sai pela primeira vez para ir para Los Angeles 10 anos atrás, a cena de cinema australiana estava realmente sofrendo e o elenco e a equipe com que eu tinha trabalhado aqui estavam fazendo a mesma coisa, indo para o exterior para procurar trabalho em outro lugar,” ele relembra. “Toda vez que fui sortudo o suficiente para trabalhar em um filme aqui na Austrália, uma das principais coisas que as pessoas falam é sobre o quão agradecidos e felizes nós estamos pelo trabalho estar aqui nas nossas praias e em casa, nós não estamos tendo que deixar nossas famílias para fazer o que amamos. Então eu não poderia estar mais feliz de que eu não tenho que estar em um avião toda semana.”

“Também, conversando com outros australianos e ouvindo o quão agradecidos estão por ter mais empregos agora na indústria, eu acho que é uma coisa boa,” ele completa. “Tem sempre uma parte de você que quer manter isso em segredo – não gostaríamos de fazer isso? Mas eu não acho que é um segredo que mantivemos ou podemos manter de qualquer forma. O fato é, pessoas de todo o mundo amam a Austrália pela mesma razão que nós. Eu acho que é uma época animadora poder ver a indústria [do cinema] florescendo desse jeito.”

Hemsworth também é grato por ele ter tido a oportunidade de hospedar seu amigos de longa data Matt Damon e Idris Elba em Byron Bay, onde ele mora com a esposa Elsa Pataky, sua filha de 8 anos anos, India, e seus gêmeos de 6 anos anos, Tristan e Sasha. “É ótimo,” ele diz, sua voz brilhante de contentamento. “Eles estão aqui na Austrália – Matt estava aqui obviamente trabalhando em Thor, Idris está filmando um filme aqui.”

“Eu conheço esses caras há anos,” ele compartilha. “As vezes, vocês só se veem no set ou em uma premiação e não tem como sair normalmente. Então é ótimo, e esse é o caso com muitos do elenco nesse momento que estiveram em Thor – fazer isso no meu quintal e poder mostrar a eles o lugar é um grande luxo.”

Sem mostrar nenhum sinal de diminuir o ritmo, Hemsworth – que foi recentemente anunciado como embaixador global da Hugo Boss, depois de encabeçar a linha de fragrância da marca desde 2017 – está se preparando para aparecer ao lado de Anya Taylor-Joy e Yahya Abdul-Mateen II em Furiosa, uma prequência (prequel) do filme de 2015 Mad Max: Estrada da Fúria.

“Eu cresci com esses filmes e habitar esse espaço e esse universo de qualquer jeito ou forma, desde jovem, era um sonho,” ele diz. Esse novo projeto é ainda outro que o ator coloca na sua lista de busca por desafios.

“Eu encontrei com [o diretor] George Miller várias vezes há mais ou menos um ano atrás e li o script e fiquei muito animado. Realmente reacendeu a paixão,” ele explica. “Não estou dizendo que me cansei de trabalhar, mas eu estava me sentindo confortável com tudo, e então de repente conhecer um dos meus heróis, uma lenda australiana icônica dos filmes, e ter a chance de trabalhar com ele foi muito ‘puta merda, isso é assustador e estimulante e divertido’.”

Hemsworth também está muito ansioso para Limitless fazer sua estreia. Explorando “como podemos viver mais, melhor, mais felizes, mais saudáveis, mais fortes”, essa série é uma que o ator está orgulhoso de ter trabalhado com o National Geographic.

“Aquilo foi um verdadeiro abridor de olhos para mim,” ele diz. “Você tem alguns bons anos que fica longe das coisas – Você festeja, treina, trabalha, você vai indo – então de repente, tudo te pega. Esse show é esperadamente um verdadeiro guia para todos nós tirarmos o melhor da vida e experienciar isso com 100% ou a melhor oportunidade de saúde e bem estar que nós pudermos.”

E não tem dúvidas de que Hemsworth está a caminho disso. Bem ciente de que desafio planta oportunidade, o ator está buscando obstáculos, voando sobre eles, e se preparando para continuar tendo sucesso. Depois de tudo que os últimos 12 meses jogaram em nós, é um exemplo com que podemos aprender – mesmo se não formos todos estrelas de cinema.



Não faz muito tempo que Chris Hemsworth contracenou com a esposa, a atriz Elsa Pataky, no filme 12 Heróis (12 Strong), lançado em 2018. Agora, segundo o THR, o casal se juntará novamente, mas, dessa vez, Chris Hemsworth será produtor executivo do filme em que Pataky atuará.

No suspense Interceptor, uma tenente do exército, interpretada por Pataky, usará seus anos de treino tático para salvar a humanidade de 16 mísseis nucleares lançados contra os Estados Unidos enquanto um violento ataque coordenado ameaça simultaneamente sua remota estação interceptora de mísseis.

Para a alegria do casal, que tem tentado sempre trabalhar perto de casa, o filme será filmado em Nova Gales do Sul, estado australiano onde moram desde 2015, quando deixaram Hollywood de vez.

Em entrevista ao News Corp, Elsa disse que levou uma arma de brinquedo para casa pra treinar as cenas de ação, “Eu trouxe uma arminha de brinquedo pra casa para praticar e estava mostrando aos meus filhos uma luta que preciso fazer e eles ficaram muito animados. Especialmente minha filha [India Rose], que tem dois irmãos que ficam falando pra ela ‘somos mais fortes que você’ e ela diz ‘de jeito nenhum!’ Agora ela pode ver de que formas ela pode ser mais forte,” Pataky disse.

Pataky disse que começar uma guerra por território com Hemsworth, como um herói de ação, tem sido um sonho há tempos.

“Eu amo isso e sempre tive quis me envolver em um filme de ação bad ass. Claro que pergunto coisas ao meu marido, mas ele já é um profissional”, ela disse, sorrindo.

“Nós somos muito competitivos e sempre temtamos ver quem vence o outro. Algumas vezes eu ganho, as vezes ele… Depende do que for”, ela ri.

“Não tem muitas personagens femininas fortes, que são confiantes, podem chutar bundas e salvar o mundo. Estamos sempre esperando para os homens nos salvarem, mas agora, é tipo, nós podemos fazer também”, ela diz orgulhosa. “Eu sou muito ativa e o filme inteiro é assim e eu amo. Eu estive nos esportes minha vida inteira, dirigindo motos, então eu quero fazer as cenas de ação eu mesma e mostrar que mulheres fortes podem lutar contra um cara e sair por cima.”

Enquanto isso, Chris filma seu último filme da Marvel, Thor: Amor e Trovão e Pataky admite que ela está um pouco nervosa em relação a balancear duas agendas de atuação e três crianças em idade escolar.

“É a primeira vez que estamos os dois trabalhando ao mesmo tempo e é um pouco difícil pra mim digerir, com as crianças. Mas acho que é bom pra eles verem a mamãe trabalhando também e ficarem orgulhosos de mim de alguma forma”.



Essa semana Chris Hemsworth foi lançado oficialmente como Embaixador Global da BOSS, após cerca de 2 anos já representando parte da marca. Desde 2018, Chris Hemsworth era embaixador da fragrância BOSS Bottled e era o rosto da campanha Man of Today.

Agora, em 2021, Hemsworth se torna o primeiro embaixador global da marca e a BOSS explicou porque ele é a escolha perfeita:

Os tempos mudam, e com isso o que valorizamos e como vemos o sucesso. Com isso em mente, nós introduzimos Chris Hemsworth como o homem BOSS para uma nova geração. Através da sua carreira de duas décadas, o ator australiano tem se tornado uma inegável super estrela de Hollywood, e mesmo assim ele nunca se deixou ser definido só pelo seu trabalho. Sucesso para Hemsworth é a habilidade de levar a vida pelos seus próprios termos, com dedicação à família, amigos e paixão aos projetos sendo tão parte dessas coisas como em suas conquistas nas telas.

“Podemos passar nossas vidas inteiras tentando controlar o que é completamente fora do nosso controle. A única coisa que realmente controlamos é nossa perspectiva sobre as coisas.” – Chris Hemsworth

Quando Chris Hemsworth não está na tela, ele está criando três crianças com a esposa, Elsa Pataky, em Nova Gales do Sul, na Austrália. Chamar essa bela paisagem de casa permite a ele seguir sua paixão pelo ar livre e aproveitar ao máximo as ondas como um surfista ávido. Seu amor pela natureza também é revelado em seus anos de trabalho na luta pela proteção do meio ambiente, advogando pela conservação dos oceanos e iniciativas contra o aquecimento global. Além disso, ele apoia a proteção à infância como parte de muitas causas que ele defende. Isso e mais faz de Chris Hemsworth o arquétipo de homem BOSS, que está pronto para redefinir sucesso para o futuro.



Bobby Holland Hanton há anos trabalha como dublê de Chris Hemsworth e principalmente em Thor, fazendo as manobras do personagem desde “Thor: O Mundo Sombrio” (2013). Nesta segunda, porém, o dublê admitiu que tem ficado difícil acompanhar o ritmo – lê-se tamanho – do ator.

Leia também: Entrevista exclusiva com Bobby Holand Hanton

Ao conversar com o Nova’s Fitzy and Wippa, Bobby disse, “Todo mundo ta tipo, ‘nossa, olha o tamanho dele’ – Mas eu mando mensagem pra ele tipo, ‘muito obrigado cara, você acabou de tornar isso mais difícil!'”

Bobby confessa que o simples ato de comer para ele tem virado uma “tarefa”, porque ele tem que ganhar muitas calorias para aumentar e construir seu físico.

Ele disse que os dois precisam comer “sete refeições por dia no momento certo” para ganhar músculos e manter o tamanho necessário para Thor (e posteriormente Hulk Hogan).

“A cada duas horas nós estamos comendo. Se tornou um dever. É intenso, eu acabo não apreciando comer.”

“Ele está a maior versão do Thor que já foi, então eu também preciso estar maior do que jamais estive – o que é desafiador, mas tô dentro. Olha pra ele, ele é um homem montanha!”

O dublê ainda brinca dizendo que nunca consegue um seguro de vida devido a sua profissão arriscada, e toda vez que ele tenta, desligam na cara dele.

“Toda vez que digo que sou dublê, é só o telefone na cara,” ele ri.

“Eu tenho seguro em partes mas não é fácil conseguir. Eles também simplesmente não acreditam que você é dublê – Você tem que passar por toda essa conversa pra provar que você é!”

Desde 2012/13, Bobby e Chris têm estado juntos em muitos filmes, incluindo Os Vingadores, No Coração do Mar, O Caçador e a Rainha do Gelo e Resgate.

A relação profissional deles também se tornou um “bromance” de verdade, com Bobby passando tempo na casa de Chris, em Byron Bay, enquanto estavam filmando Thor: Ragnarok.

Ele recentemente descreveu Chris como “uma das pessoas mais legais que eu já conheci” e disse que Chris é da família.

Além da relação profissional nas grandes produções cinematoráficas, Bobby hoje também é uma dos técnicos do aplicativo fundado por Chris Hemsworth, o Centr.

Fonte



Como parte do Sunday Confidential, uma coluna do jornal australiano Daily Telegraph, foi revelado que Chris Hemsworth foi transportado de sua casa, em Byron Bay, para dar entrada em um hospital particular na Gold Coast após ter sofrido uma lesão aguda nas costas.

Não se sabe exatamente como aconteceu a lesão, no entanto, a super estrela da Marvel tem passado por uma transformação física muito pública recentemente, enquanto se preparava para filmar Thor 4 – agora em andamento em Sydney.

É sabido que médicos especialistas da Gold Coast administraram injeções de cortisona nas costas de Hemsworth para aliviar a dor intensa e o inchaço durante sua breve estadia no hospital. Ele teve alta após poucas horas e não pernoitou.

Questionada sobre porque Hemsworth foi forçado a buscar tratamento na Gold Coast e não no Byron Bay Hospital, uma fonte próxima ao ator disse que as instalações em Byron “não eram adequadas”.

“Para o que ele precisava, ele tinha que ir para a Gold Coast”, disse um espião. “Era um problema de dor especializado”.

Enquanto isso, um Hemsworth em forma e saudável está fazendo o que faz de melhor na capa brilhante da Men’s Health Australia a ser lançada na segunda-feira, quando a revista será relançada após seu fechamento em julho do ano passado.



Chris Hemsworth é a capa da edição de março da revista Men’s Health onde concedeu uma entrevista falando sobre a pandemia, usar seu poder para trazer as produções de seus filmes para a Austrália, sua preparação física para “Thor: Love and Thunder” e muito mais. Confira abaixo a matéria traduzida.

Chris Hemsworth está sentado no deque de sua propriedade no topo da colina, no interior de Byron Bay, olhando para o mar. Depois de uma semana de chuvas torrenciais e inundações, a exuberância do campo é um pouco mais densa, as colinas um verde mais verdejante. “Adoro a umidade pós-chuva, o frescor e a energia que ela dá à paisagem”, diz Hemsworth, enquanto os pássaros cantam ao fundo. “É lindo”.

Com as crianças saindo pela manhã para reserva natural próxima, o Castelo de Macadâmia, ele está animado com a possibilidade de ondas. Quando terminarmos de conversar, ele diz que provavelmente vai pular no oceano para surfar.

Para ser honesto, você ficaria desapontado se ele não fizesse isso. Este é Chris Hemsworth, o homem que incorpora sem esforço o ideal estético masculino australiano – cabelos dourados, olhos azuis penetrantes, físico ondulante, um vocal de Vader – e aquele que esculpiu uma versão moderna do sonho australiano – uma casa com vista para o mar na incrível Byron Bay. É melhor ele ir surfar.

Hemsworth criou esse paraíso australiano para si mesmo – tranquilamente, deliberadamente, precisamente – no processo de estabelecer um modelo invejável para a vida profissional. Navegue uma carreira em seus termos.

Trabalhar em casa. Estar perto de sua família. A maioria dos atores australianos – a maioria de nós – não tem a influência para fazer isso. Então, novamente, Hemsworth não é como a maioria de nós. Ele fez Hollywood vir até ele.

Ele acabou de terminar as filmagens em Gold Coast do thriller de ficção científica, Escape from Spiderhead (que deve ser lançado no Netflix ainda este ano). Em janeiro, ele começou a filmar o quarto filme de Thor em Sydney. “Isso seria em Atlanta ou no Reino Unido e eu estava me esforçando e dizendo: ‘Este é o melhor lugar do mundo para filmar’”, diz ele. “Isso foi pré-COVID. E então, eventualmente, eles disseram, ‘Ok, legal. Podemos fazer funcionar’”.

Foi tudo o que o pai de três filhos, de 37 anos, poderia esperar quando ele e sua esposa, Elsa Pataky, tomaram a ousada decisão de deixar Hollywood por Byron seis anos atrás. “Quando decidi me mudar para cá, foi tipo: ‘Bem, como você vai fazer isso funcionar com todas as viagens e assim por diante?’, e eu acho que meu instinto me disse que ia funcionar bem e então eu me apeguei nisso. E assim que eu meio que expus o cenário dos meus sonhos, pensei: ‘Por que ninguém mais gostaria de estar aqui?’ Temos tanta diversidade em nossa paisagem para se transformar em quase qualquer lugar do mundo e então há o quantidade de talento que está aqui”.

Uma pandemia global certamente não fazia parte desse cenário de sonho, mas com a Austrália relativamente incólume pelo COVID, pelo menos em comparação com outros países, isso apenas reforçou a necessidade de trabalhar localmente. “Sorte para todos nós que acabou assim, porque eu não acho que estaríamos filmando esses filmes se estivéssemos em outro lugar”, diz Hemsworth.

Mas, embora Hemsworth tenha a sorte de poder trabalhar em uma época em que muitas produções ao redor do mundo pararam, a pandemia o fez parar para refletir. Para refletir sobre sua vida, seu trabalho e alcançar uma realização crucial, uma que, dado o impulso irresistível que impulsiona sua carreira, ele pode não ter tido de outra forma: você realmente não pode controlar nada.

“Passei 15 anos olhando para o futuro longínquo sobre como seria minha carreira perfeita ou como queria que minha vida fosse”, diz ele. “E então eu chegava a esse ponto e então o ajustava rapidamente para um futuro mais distante e você continuava perdendo tudo. Podemos passar a vida inteira tentando controlar o que está completamente fora de nosso alcance. A única coisa que realmente podemos controlar é nossa perspectiva sobre as coisas”.

Esse é um conselho sólido para quem tem o hábito de perscrutar o horizonte, tentando impor sua vontade aos caprichos do destino ou à caixa de sombra com os caprichos do acaso.

Porque se você não parar para apreciar tudo o que conquistou, um sonho, talvez por definição, sempre ficará fora de alcance. Você não vai conseguir surfar.


No momento dessa matéria, Hemsworth estava se preparando para retornar ao personagem que definiu sua carreira e, em certa medida, seu corpo. Sim, a própria entrada do Sr. Universo de Asgard.

Você poderia perdoá-lo se a ideia dessa perspectiva e o trabalho envolvido provocassem um certo cansaço – Hugh Jackman falou sobre o esgotamento do treinamento para Wolverine no passado. Mas enquanto Hemsworth está descobrindo que ele precisa consumir mais calorias para sustentar seu sistema quando ele o está colocando sob estresse, no geral ele adora dar uma boa martelada em seu corpo.

“Meu corpo se desliga quando eu paro de malhar”, diz ele. “Eu simplesmente não me sinto bem. Eu gosto disso por alguns dias, então tudo começa a doer. Eu fico com dores e há inflamação, minhas costas estão rígidas. Estou bem ciente de que, para viver mais saudável e feliz, preciso continuar me movimentando”.

Por mais imperativo que seja para seu bem-estar físico e mental, no entanto, uma das razões pelas quais Hemsworth é capaz de manter seu entusiasmo pelo treinamento é que ele está constantemente misturando as coisas, procurando coisas que realmente gosta.

“Falo para muitas pessoas que dizem,‘ Oh, eu odeio treinar’. Eu fico tipo, ‘O que você faz?’ ‘Oh, eu apenas corro. Mas eu simplesmente não gosto de correr’. Eu fico tipo, ‘não corra então!’ Eu não corro. Eu faço muitas coisas diferentes. Você tem que ser um explorador no mundo fitness e dos exercícios e estar constantemente à procura de algo novo”.

A esse respeito, você poderia dizer que Hemsworth encontrou uma nova fronteira do fitness recentemente, trabalhando com o aventureiro britânico Ross Edgley no documentário Limitless da National Geographic.

“O seu lema é: ‘sorrir em face da adversidade’”, diz Hemsworth. “Ele vive e respira isso. Você não vai encontrar uma pessoa mais positiva, especialmente em um espaço onde você está fisicamente e emocionalmente sendo espancado. Ele é simplesmente um animal”.

Curiosamente, Edgley conseguiu ensinar a Hemsworth, alguém que sabe lidar com o ferro, uma ou duas coisas na academia.

“Eu senti como se tivesse visto e ouvido tudo”, diz ele com uma risada. “E eu comecei a treinar com ele e todo o meu mundo vira de cabeça para baixo”.

Na preparação para Thor: Love and Thunder, Hemsworth, Edgley e o treinador Luke Zocchi, começaram a aumentar a intensidade para outro nível novamente. “Estamos chocando o corpo além de onde ele foi chocado antes”, ele ri.



TODOS OS DIREITOS RESERVADOS • Layout por CHBR & codificado por Lannie D