Thor: Amor e Trovão está a menos de 1 mês de distância e já podemos sentir a eletricidade no ar. Mas enquanto o filme (do ano) não chega, Chris Hemsworth conversou com a Disney e nos deu suas percepções sobre o quarto filme do Deus do Trovão. Confira a tradução livre na íntegra:


O que você pensa sobre fazer outro filme do Thor?

C: Tinha muita pressão nisso. Nós realmente elevamos o nível com “Thor: Ragnarok” e tem uma grande expectativa com o que faremos a seguir. Thor é o primeiro personagem do MCU a ter um quarto filme, então eu queria fazer algo diferente. Eu quero sempre fazer melhor com esse personagem. Ter a oportunidade de fazer outro filme é simplesmente maravilhoso.


Você gostou de trabalhar com Taika Waititi de novo?

C: Ah, com certeza. Quero dizer, ele é tipo uma criança grande, um tipo de criança gênio. Sua imaginação é inigualável. Ele é fascinado por novas ideias e vai se jogar em algo que o faça rir. Nunca tem um dia de tédio, e eu simplesmente amo trabalhar com ele. Desde a primeira vez que trabalhamos juntos, eu sabia que tinha uma coisa boa. É sobre fazer algo novo e não ficar preso em um caminho só. Nós nos tornamos grandes amigos e certamente isso é uma grande vantagem quando se está trabalhando junto porque você pode simplesmente chamar um ao outro e ir direto ao ponto.


Essa é uma direção diferente para a franquia de Thor?

C: “Thor: Ragnarok” foi obviamente uma grande mudança pra nós e realmente nos colocou em outro lugar. Entrando em “Vingadores: Guerra Infinita” e “Vingadores: Ultimato”, eu estava inflexível sobre me agarrar a essa versão do Thor. Taika e eu tivemos a oportunidade de expandir isso. Natalie Portman está de volta e nós temos Christian Bale, Russel Crowe e, claro, Tessa Thompson. Começando com “Thor: Ragnarok” foi de partir o coração mas agora, Taika está levando na direção de uma comédia romântica, o que eu acho que é muito único para o gênero de Super Heróis.


Como Thor está se sentindo depois dos eventos de “Vingadores: Ultimato”?

C: Em “Vingadores: Ultimato”, nós vemos uma versão muito confusa, perdido de Thor. Eles certamente está melhor no final do filme do que no começo, mas ele ainda não sabe realmente quem ele é ou qual seu lugar no universo. E ele decide que precisa pesquisar e tomar algum tempo pra ele mesmo.


Você pode explicar o retorno de Jane Foster?

C: Mjölnir volta e escolhe ela, e ela se torna a Poderosa Thor. Jane quer tirar o maior proveito disso e sai em uma aventura e salva pessoas. Ela quer fazer aparte dela e de forma muito altruísta vai em frente nessa jornada com Thor e o time.

005.jpg

Foi divertido se reunir com Natalie Portman nesse filme?

C: Natalie estava muito entusiasmada e pronta pra qualquer coisa colaborativa, com um ótimo senso de humor. Essa é uma direção muito diferente pra personagem, então foi como um renascimento. Ela estava afim. Foi muito divertido.


O que você pode dizer sobre Gorr, o Carniceiro dos Deuses?

C: Tem muito drama e insanidade ao redor de Gorr, mas Christian Bale conseguiu trazer o foco certo em cada momento. Você não consegue tirar os olhos dele. O personagem é fascinante, porque como todo bom vilão, Gorr tem um ponto. Ele pode não estar fazendo as coisas certas, mas tem empatia no roteiro e Christian trouxe muito mais camadas e muito mais profundidade a Gorr.

Imagem

Como foi trabalhar se opondo a Christian Bale?

C: Ah, cara. Ele é só muito talentoso. Eu trabalhei com tanta gente. Fui muito sortudo de trabalhar com tantos artistas brilhantes. De vez em quando, alguém só… É tipo um tapa na cara. Ele acrescentou tantas camadas e profundidade a esse personagem. Me fez pensar ainda mais sobre o ponto de vista do Thor, e não sendo simples como o vilão e o herói.


O que está rolando com a personagem de Tessa Thompson, Valquíria?

C: Quando vemos a Valquíria pela primeira vez nesse filme, ela é Rei de Nova Asgard. Mas ela está basicamente num papel administrativo, assinando documentos e cortando faixas [de inauguração], que não é onde ela quer estar. Ela é uma guerreira de coração e tem muita fome e desejo de voltar para o campo de batalha. Quando a oportunidade aparece, não tem como impedi-la – Ela está no barco. Tessa é fantástica. Nós fizemos alguns filmes dentro e fora desse mundo, e eu amo trabalhar com ela.


O que você acha de Russel Crowe interpretando Zeus?

C: Eu nunca achei que eu veria o dia que Russel na tela com referências a imagem de “Gladiador”, ainda com uma piscadinha – totalmente autodepreciativo. Ele não se contém. Eu sou um grande fã. Eu tenho sido desde que comecei a atuar. Tem tanto peso e uma seriedade em suas performances e nele, como um indivíduo, de longe. Mas conhecendo ele, ele tem um ótimo senso de humor e fez tudo que o Taika pedia no set, o que era incrível. E foi muito divertido brincar com a mitologia, indo da mitologia Nórdica à Grega – Taika junta todos esses mundos.


Como são as viagens de Thor com os Guardiões da Galáxia e como é trabalhar com esse grupo?

C: Thor vai embora com o Guardiões [no fim de “Vingadores: Ultimato”] e – muito pro desconforto e irritação deles – se coloca firme no centro do esquadrão deles e tenta ditar como as coisas devem funcionar. Ele se vê como o líder e isso causa algum atrito com o grupo. Trabalhar com eles é ótimo. Uma das coisas mais engraçadas foi interagir com os Guardiões nos filmes dos Vingadores. É um ritmo completamente diferente com esse grupo, muita improvisação, o que é muito como trabalhamos em “Thor: Ragnarok.” Eles tem um tipo de humor, uma loucura, que parece se encaixar com meu cérebro e do Taika, então é legal.

002.jpg

Você pode me contar sobre o visual do Thor nesse filme?

C: Nós decidimos dar a ele um cabelo grande de novo. Os uniformes são insanos. Eu tenho mais troca de roupas nesse do que eu tive nos últimos seis filmes juntos. Thor está meio que procurando sua identidade e isso é representado em seu guarda-roupa. A estética dos uniformes e do set combinam com a energia do filme – Elas são outra cor na pintura.


Como você se preparou fisicamente para o filme?

C: Foi particularmente difícil porque o peso final que almejamos estava bem além do que eu já tinha feito antes. Esse foi provavelmente o maior e mais em forma que já fiquei. Nós tivemos 12 meses que estava em casa apenas treinando e manipulando o corpo. Nós tentamos mais nado, depois mais artes marciais, e ajustamos calorias. Foi uma exploração divertida. Eu fiquei muito grande e em forma, mas então tive que segurar isso por quatro meses, que foi muito difícil.


Thor: Amor e Trovão chega aos cinemas brasileiro dia 07 de Julho.
Os ingressos começam a ser vendidos a partir do dia 13 de Junho.


Postado por Fernanda em 10 de junho de 2022 às 00:39
Próximos Lançamentos.

Limitless: Temporada 2 Sem data
Thor 5 Sem data
Vingadores 5 2027

As datas com ( * ) correspondem ao lançamento no exterior.
  • Furiosa: A Mad Max Saga recebe o primeiro poster promocional

  • Resgate 2 : Fotos e Pôster - AdoroCinema

  • O Chris Hemsworth Brasil não representa o ator Chris Hemsworth e não possui vínculo com o mesmo ou seus agentes. As opiniões expressas aqui não representam necessariamente as opiniões do ator.