Sejam bem-vindos ao Chris Hemsworth Brasil! Somos um site criado por fãs, sem fins lucrativos, com o objetivo de informar. Não temos contato com Chris Hemsworth ou seus agentes e é proibida a cópia total ou parcial deste site. Todo o conteúdo é creditado aos seus devidos criadores.

Bobby Holland Hanton há anos trabalha como dublê de Chris Hemsworth e principalmente em Thor, fazendo as manobras do personagem desde “Thor: O Mundo Sombrio” (2013). Nesta segunda, porém, o dublê admitiu que tem ficado difícil acompanhar o ritmo – lê-se tamanho – do ator.

Leia também: Entrevista exclusiva com Bobby Holand Hanton

Ao conversar com o Nova’s Fitzy and Wippa, Bobby disse, “Todo mundo ta tipo, ‘nossa, olha o tamanho dele’ – Mas eu mando mensagem pra ele tipo, ‘muito obrigado cara, você acabou de tornar isso mais difícil!'”

Bobby confessa que o simples ato de comer para ele tem virado uma “tarefa”, porque ele tem que ganhar muitas calorias para aumentar e construir seu físico.

Ele disse que os dois precisam comer “sete refeições por dia no momento certo” para ganhar músculos e manter o tamanho necessário para Thor (e posteriormente Hulk Hogan).

“A cada duas horas nós estamos comendo. Se tornou um dever. É intenso, eu acabo não apreciando comer.”

“Ele está a maior versão do Thor que já foi, então eu também preciso estar maior do que jamais estive – o que é desafiador, mas tô dentro. Olha pra ele, ele é um homem montanha!”

O dublê ainda brinca dizendo que nunca consegue um seguro de vida devido a sua profissão arriscada, e toda vez que ele tenta, desligam na cara dele.

“Toda vez que digo que sou dublê, é só o telefone na cara,” ele ri.

“Eu tenho seguro em partes mas não é fácil conseguir. Eles também simplesmente não acreditam que você é dublê – Você tem que passar por toda essa conversa pra provar que você é!”

Desde 2012/13, Bobby e Chris têm estado juntos em muitos filmes, incluindo Os Vingadores, No Coração do Mar, O Caçador e a Rainha do Gelo e Resgate.

A relação profissional deles também se tornou um “bromance” de verdade, com Bobby passando tempo na casa de Chris, em Byron Bay, enquanto estavam filmando Thor: Ragnarok.

Ele recentemente descreveu Chris como “uma das pessoas mais legais que eu já conheci” e disse que Chris é da família.

Além da relação profissional nas grandes produções cinematoráficas, Bobby hoje também é uma dos técnicos do aplicativo fundado por Chris Hemsworth, o Centr.

Fonte



A GQ Middle East conversou com Chris Hemsworth após o lançamento da nova campanha da Boss Bottled em que Chris aparece mais uma vez como o rosto da fragrância e embaixador da marca. Confira a entrevista traduzida:

O mundo sendo pausado e, apesar disso, Hemsworth está trabalhando em uma sequência de Extraction, assim como na sequência do brilhante Thor: Ragnarok com o diretor Taika Waititi. Por agora, nós discutimos os treinos na quarentena, seus pensamentos sobre a sequência de Ragnarok e quem realmente é o vingadores mais forte.

Como o lockdown afetou sua perspectiva da vida?

Certamente colocou as coisas em perspectiva, sabe? As coisas que você tem como garantidas, a liberdade de viajar sem grandes riscos ou o pensamento sobre restrições, distanciamento social e a higienização de todas as coisas com que preocupamos agora.

Mas também você sabe que foi meio que uma bênção, eu acho, apenas para que pudesse estar somente em um lugar por um grande período. Isso sou eu tentando ver pelo lado positivo, tentando achar positividade, foi uma grande oportunidade de passar tempo com minha família e amigos. Os últimos dez anos eu passei mais tempo nos aviões e aeroportos do que em qualquer outro lugar, estar em casa por esse tempo tem sido ótimo. Eu tenho três crianças pequenas e é uma idade muito divertida e fascinante e ser 100% parte disso realmente tem sido maravilhoso.

Tem lugares piores para ficar preso que Byron Bay com a família também…

Com certeza, nós somos muito sortudos e afortunados por estar aqui. Eu tenho amigos ao redor do mundo que estão em situações muito desafiadoras, até amigos em Victória agora.

Eles estão em um estágio maior do lockdown que Nova Gales do Sul está e muito muito restrito. Dedos cruzados que possamos ficar por cima disso. Meu coração vai para qualquer um que está preso em um apartamento por aí debaixo de restrições pesadas.

Muitas pessoas tem estado sãs durante o lockdown por estarem treinando em casa. Como você tem se mantido em forma, e tem algum exercício que você já enjoou?

Eu amo nadar, sabe? Voltas livres na piscina que me caem muito bem. Treinos cardiovasculares de baixo impacto e claro algum de força no meio. Ou bear crawls, eu acho as sessões de bear crawl são bem funcionais e de baixo impacto também.

Para banir, eu diria profundos e pesado agachamentos, especialmente como um cara alto, eu realmente tiro muito deles, é um movimento composto que pega o corpo todo mas também é muito desgastante.

Nós te vimos nas telas por último em Resgate. Quais os desafios de filmar algo como aquilo em comparação com algo como Vingadores, que é mais tela verde?

Significa muito mais ensaios e muito mais pressão em cada take, sabe? Digo, sim nós temos sequências de cenas geradas por CGI em Vingadores. Nós fazemos muitas cenas de ação mas elas são diferentes porque estão se apoiando na edição e movimentos de câmera e cortes de um ângulo para outro faz isso parecer mais impactante. Enquanto esse [Resgate] foi tudo em câmera, tudo num take contínuo, ou ângulo muito abertos em que você não conseguia trapacear muito nos posicionamentos.

Se você errar o take em outra coisa, você pode conseguir usar parte daquilo e cortar para outro ângulo enquanto nesse, se nós conseguimos 90% do caminho de uma sequência em particular e erramos algo você precisa começar de novo. Isso foi muito desafiador, mas uma das coisas mais gratificantes de que já fiz parte.

E ouvimos dizer que tem uma sequência sendo trabalhada

Eles já anunciaram, sim. Joe Russo está escrevendo de novo, e nós estamos meio que aprofundando nisso agora. É engraçado, enquanto filmávamos, o primeiro, não tinha nenhuma indicação de que ele [Tyler Rake, personagem de Hemsworth] estaria vivo ou não no fim. E então, eu acho que o estúdio ficou tão satisfeito com o que viram que pensaram, vamos colocar uma cena que pode dar um fio de esperança.

Falando de sequências, o que você pode nos dizer sobre Thor: Amor e Trovão? Ragnarok, com a trilha sonora de Led Zeppelin, é um grande ato pra seguir.

É, eu estaria nervoso se nós não tivéssemos Taika Waititi no comando novamente. Todos os filmes dele, ele é muito consciente da música e a escolha da música vai com os visuais. E veja, o primeiro trailer que saiu foi um dos trailers mais vistos que a Disney já teve. Eu tenho certeza que ele achará outra forma de ultrapassar aquilo ou elevar os níveis novamente.

Eu li e esse é um dos meus scripts favoritos. Eu gostei mais desse do que da primeira vez que li Ragnarok então acho que estamos em um bom lugar. E isso foi o primeiríssimo rascunho.

O que significa ser o rosto de um fragrância icônica como a Boss Bottled?

Ah, é uma honra. É uma fragrância icônica que cresci junto, é conhecida ao redor do mundo todo, e ser o rosto disso por alguns anos agora, sabe, eu sou muito grato por isso. As campanhas deles sempre são inspiradoras e, você sabe, essa honestidade, integridade, busca pelos seus sonhos, estar ciente do seu lugar no mundo, e ter um efeito positivo nele.

Em termos de fragrância é um clássico. Eu penso em como você descreveria seu próprio senso de estilo. Você diria que é clássico também?

Na verdade, eu passo a maior parte do tempo num par de bermudas de surf, surfando, mas também amo usar um bom terno também e me vestir bem quando eu viajo por aí para tours de imprensa. Eu gosto muito disso também. Eu diria que eu tenho um bom balanço entre super casual e mais formal.

E finalmente, quem é o vingador mais forte?

Ha, é o Thor. Todos eles discordam mas eles não estão nessa ligação.



Embora o isolamento social pela COVID 19 tenha acabo há mais tempo na cidade de Chris, em Byron Bay, Austrália, ele também precisou passar por esse período no início da pandemia. Em Junho, Chris Hemsworth conversou exclusivamente com a GQ UK sobre o tempo que passou em casa. Confira a tradução completa:

Estou em Nova Gales do Sul no momento. Estou em casa com a família. Muito do meu tempo normalmente é gasto indo de país em país em várias filmagens e eu passo muito tempo no avião e aeroporto, então eu tenho realmente aproveitado a oportunidade de ficar em um lugar por tempo com minha família e amigos.


Pra cego ver: Chris está tirando uma selfie em casa, sentado em um sofá branco. Ele usa uma camiseta branca e calça beje.

Eu tenho três filhos pequenos, então eles tendem a ditar minha rotina. Agora que eles estão de volta à escola, meu dia começa como a usual, caótica, ocupada manhã de deixa-los todos vestidos e prontos e alimentados para a escola na hora. Então eu tento surfar se conseguir, ou treinar. E então eu trabalharei um pouco e lerei alguns roteiros antes de pegar as crianças na escola.

Eu tenho usado qualquer coisa confortável. Estou optando por conroto total esses dias – normalmente shorts e uma camiseta. Não coloco muita coisa no meu guarda-roupa.

Pra ser honesto, eu não tenho prestado muita atenção na minha aparência. Muitas pessoas que conheço deixaram o cabelo ou a barba crescer. Eu meio que tenho mantido minha rotina normal, que é bem simples. Eu uso um hidratante diário e já que vou muito pro oceano, eu uso protetor solar. Durante Covid-19, ninguém está prestando muita atenção pra forma como estou parecendo, então eu tenho mantido isso bem mínimo. Em termos de auto cuidado, Eu vou tomar um banho de gelo sempre que puder, especialmente se eu tiver treinando muito.

Meu regime fitness normalmente é ditado pelo que o filme em que estou trabalhando pede de mim. Seja pra ser magro e ágil e mais magérrimo ou bombado e mais pesado e forte. Isso depende de ter uma estética visual que precisa se aplicada no personagem. Minha preferência é sempre treino funcional. Eu gosto muito de treinos de HIIT, puxar peso, treino estilo cross fit, natação, surfe – qualquer tipo de movimento funcional que me permita aumentar meu batimento cardíaco e força mas que não atinja meu corpo com muito impacto.

Fitness e bem estar pode ajudar você a se sentir no seu melhor mental e fisicamente. Pra mim, movimento cria motivação, então eu acho que se estou me arrastando pelo dia ou não estou me sentindo 100%, só levantar e fazer alguma forma de atividade física cria um efeito bola de neve no meu humor e energia. Eu entro impulso nisso e tenho mais inspiração e energia para continuar meu dia enquanto estou ativo. Seja só uma leve corrida ou caminhada ou uma sessão mais longa de cardio ou uma sessão de levantamento de peso, tudo tem seu espaço. Diversidade é a chave e o mesmo vale pra minha dieta. Ter uma grande diversidade de vegetais, frutas, proteínas é importante para garantir que você está tendo cada grama de nutrição disponível.

Pra cego ver: Chris está treinando com cordas navais no quintal de casa. Ele usa uma blusa de manga comprida preta, short cinza e tênis preto.

Através do surto de Covid-19 e particularmente durante esse período de quarentena e isolamento, eu tentei abraçar a quietude e concetrar em estar no momento presente, porque nenhum de nós sabíamos o que ia acontecer no futuro (mais do que nunca) e isso definitivamente teve um impacto positivo em mim. Praticando mindfulness (atenção plena), dormindo corretamente, lendo mito, treinando meu corpo, tudo tem sido uma chave de foco durante esse tempo.

Eu descobri que apenas tentar se manter ocupado era a chave pra abater a ansiedade induzida pelo lockdown. Eu estava lendo mais, treinando mais que o usual, mas também concentrando no momento presente. Nós temos uma tendência como seres humanos de gastar nosso tempo imaginando eventos futuros ou duelando com experiências passadas, então durante o isolamento tem uma grande oportunidade de se render à realidade que não podemos controlar o que está por vir e que temos que levar cada dia como podemos com uma atitude positiva sobre o momento presente.

Eu sou embaixador global da Swisse, que acabou de ser lançada no Reino Unido. É fantástico trabalhar com uma companhia que tem saúde e bem-estar como centro do pensamento. É a coisa mais importante pra mim na minha vida. Eu gosto da missão da Swisse que dar a qualquer um a oportunidade de viver uma vida mais saudável e feliz.

Eu uso o Ultivite Men’s Multivitamin todo dia, junto com Muscle Recovery e suplemento para reforço da imunidade se estou me sentindo esgotado. Não importa quão perfeita você acha que sua dieta é, nós sempre temos uma tendência a cortar caminhos, e a oportunidade de comer da forma mais saudável possível é deixada de lado, então suplementos completam esses buracos que podemos ter perdido.

A vida pós-lockdown vai ser interessante. Eu acho que tem muita enegia reprimida que temos agora e talvez resulte num grande boom de criatividade ou uma necessidade real e paixão por novas experiências e viajar e interação com outras pessoas. Eu acredito que seremos mais cuidadosos e atentos a como nós colaboramos e conectamos no futuro próximo, dado ao risco de Covid-19, mas eu acho, tendo ficado isolado, que as pessoas terão um desejo real e necessidade de reconectar com o mundo e experimentar coisas novas.

No último dia 15 de Outubro, Chris Hemsworth também participou de uma sessão de pergunta e resposta com a atriz indiana Kriti Kharbanda, também embaixadora da Swisse, sobre bem estar mental e físico.



Durante o tempo em casa e longe do set de gravações, Chris Hemsworth aproveitou para conversar com a Elle Man sobre como tem passado a quarentena em nova entrevista, acompanhada de um photoshoot sensacional em parceria com a Hugo Boss.

Confira a segunda parte da entrevista traduzida:
Você pode ler a primeira parte aqui.

Me deixe voltar ao momento da razão do nosso encontro. Você tem sido embaixador da fragrância Boss Bottled por muitos anos e eu fico pensando, o que isso significa pra você? O que isso envolve, além de falar com a imprensa?

É uma grande honra ser embaixador, e assim ser parte de uma marca como a Boss. Afinal, é uma marca culta que as pessoas ao redor do mundo conhecem há vários anos. Eu sou muito grato que posso ser tão associado a isso. Especialmente porque as campanhas deles são sempre muito positivas. Eles apostam em boas vibrações, honestidade e não importa o quê, eles sempre são fiéis a eles mesmos e seus princípios, o que eu respeito muito. Além disso, eu concordo completamente com os valores que eles representam.

Pra cego ver: Chris Hemsworth está olhando pela janela enquanto veste um terno azul escuro e uma camisa social branca e espirra a fragrância Boss Bottled em si.

Exatamente, e enquanto fica em casa durante esse pandemia, você usa perfurme para se sentir especial por um momento, diferente?

Eu confesso que não. Eu estou 100% natural nesse aspecto. Além disso, como mencionei antes, eu me exercito, surfo o tempo todo, passo meu tempo estando ativo, fora de casa e usar perfume de alguma forma confronta isso. Em casa, eu só não me sinto nessa vibe. Mas assim que eu começar a sair de novo, acredite em mim que, sem a fragrância certa, eu não saio de casa. É meu ritual e parte de quem eu sou. Eu gosto de me apresentar bem em companhia.

Pra cego ver: Chris Hemsworth se apoia em uma bancada de pia feita de mármore escuro enquanto se olha no espelho. Ele vesta uma camiseta branca e tem um frasco do perfume Boss Bottled na bancada.

Já que estamos falando de sair de casa, em Agosto era pra você entrar no set de “Thor, Amor e Trovão”, a quarta parte das aventuras do deus nórdico. Infelizmente, nós já sabemos que você não começará a filmar até o começo do próximo ano. Mas talvez você possa nos contar alguma coisa sobre a produção pra limpar nossas lágrimas?

Depois de ler o script, eu posso dizer que estou muito animado. Com certeza nessa produção terá muito amor e muitos raios (risos). Estou feliz que depois de tudo que aconteceu em Vingadores: Ultimato, eu ainda sou parte do universo Marvel e que nós podemos continuar a história de Thor. Claro, eu não posso revelar nada sobre a história, mas para satisfazer sua curiosidade eu direi que eu me diverti mais lendo esse script do que o de “Thor: Ragnarok”, o que prova alguma coisa, porque esse filme foi brilhante.

No quadrinhos, esse evento é tipo passar o bastão para um novo herói. Terá uma versão feminina do Thor. Isso quer dizer que seu personagem vai se aposentar?

Ta doido?! Eu não estou me aposentando (risos). Thor é muito novo pra isso. Ele só tem 1500 anos! Definitivamente não é um filme onde eu digo adeus a essa marca. Pelo menos eu espero que não.

Pra cego ver: Chris Hemsworth está sentado no chão encostado em uma parede cinza com uma das pernas dobradas. Ele usa uma camiseta preta e uma calça de moletom cinza, com pulseiras de miçangas no braço direito.

Nós estamos vendo o topo absoluto da sua carreira. Você é um dos atores mais procurados, seu rosto é conhecido no mundo inteiro, o que você teve a oportunidade de descobrir recentemente, filmando em Bangladesh. Eu imagino o que te motiva a trabalhar no momento. Antes disso era ganhar estabilidade financeira pra você e sua família, e agora?

Liberdade de expressão artística, que basicamente vem com criar e atuar em filmes que me convém, e que eu gostaria de assistir. Eu não sou mais um refém do dinheiro que determinava qual projeto eu aceitava, porque eu tinha que pagar as contas, independente de ser uma coisa legal ou não. Da mesma forma, Thor, eu estou no auge da minha vida e o espectro da aposentadoria está bem longe de mim. Eu só tenho 37 anos e o mundo está aberto pra mim. Agora, mais que nunca, eu me sinto faminto pra aprender a criar alguma coisa, seja algo físico, um movimento, ou só ir a um lugar exótico para aprender algo novo. Finalmente, eu sinto que é possível, que eu posso bancar isso financeira e fisicamente. Vamos encarar isso, nem todo mundo é feito pra isso de sentar na sua caverna o tempo todo e não fazer nada. Nós nem queremos. Nós tentamos sair disso o quanto possível. Nós gostamos de ir com as pessoas, descobrir novos lugares, procurar novas experiências. Eu sou uma pessoa muito criativa que inventa as coisas a partir do encontro com pessoas. Esses encontros sempre criam algo interessante que provê entretenimento aos outros, e querendo ou não, todos nós gostamos de ser o centro das atenções e levar alegria aos outros. Claro, cada um faz isso da sua maneira. Eu estou nesse ponto da minha carreira onde eu descobri esse meu jeito e isso me da muita alegria.

Você não vem de uma família de atores, e ainda assim todos os seus irmãos se tornaram atores. Isso cria alguma rivalidade familiar?

Na verdade não. Nós descobrimos desde o início que essa profissão é muito efêmera. Em um momento você está no topo e no outro não está mais. Você tem que usar o aqui e o agora. Nós torcemos um pelo outro. Nós apoiamos. Nós treinamos juntos, surfamos, estamos lá pelo outro. Sou orgulhoso de nós todos termos sucedido bem e estarmos fazendo o que gostamos. Deus sabe quanto tempo vai durar.

Pra cego ver: Chris Hemsworth apoia a cabeça a cabeça na mão direita enquanto usa um blazer cinza escuro e uma camiseta preta por baixo. Chris também usa dois anéis prateados e pulseiras de miçangas no pulso direito.

E vocês assistem suas produções juntos?

Claro. Nós recentemente assistimos “Westworld”, no qual Luke trabalha, e ele fez um trabalho fenomenal. Ótima produção. É nossa tradiçãozinha assistir às nossas produções e então dizer ao outro o que gostamos e o que não gostamos. No geral, eu tenho visto que sou muito mais feliz com os projetos que meus irmãos tem recebido do que com os meus. Eu devo essa atitude aos nossos pais que colocaram em nós que o o apoio das pessoas queridas é a coisa mais importante. Uma vez que está lá, todo o resto funcionará.

De quem foi a ideia de Luke interpretar o ator interpretando o Thor em “Ragnarok” com Matt Damon?

Difícil dizer. Nós sentamos na minha casa com o diretor Taika Waititi, Luke e Matt, tomando uma cerveja uma noite, e eu não lembro se eu ou ele sugeriu que seria engraçado se eles aparecessem nesse projeto. Numa cena pequena e distorcida. E foi como aconteceu.

Você pode conferir as fotos em alta resolução em breve na nossa galeria.



Durante o tempo em casa e longe do set de gravações, Chris Hemsworth aproveitou para conversar com a Elle Man sobre como tem passado a quarentena em nova entrevista, acompanhada de um photoshoot sensacional em parceria com a Hugo Boss. Confira a primeira parte da entrevista traduzida:

Pra cego ver: Na imagem, Chris Hemsworth está encostado, de costas, em uma parede de tijolos de cor clara usando um suéter de lã na cor beje, com as mãos nos bolsos.

Você não passou tampo tempo em casa nos últimos 10 anos como tem passado na pandemia. Como você reagiu a um longo período forçado longe com sua família?

Foi um sentimento muito estranho no começo. De repente você não tem que se levantar ao amanhecer para pegar um voo, fazer um sessão de fotos, encontros ou eventos. Tenho que admitir que levou um tempo para que eu me acostumasse a um estilo de vida tão calmo, porque não tem sido natural pra mim. Eu fiquei feliz, mas eu sentia subconscientemente que algo estava errado. Meu subconsciente estava me dizendo que eu estava perdendo alguma coisa, algum oportunidade que eu não via, possibilidades, projetos. No topo disso, meu corpo estava pedindo suas doses de adrenalina, e de repente isso parou. Normalmente, nessa hora do dia, eu provavelmente pularia de um avião enquanto estivesse filmando uma cena, e não sentando no sofá de moletom com um café na mão. No caminho, aconteceu que eu precisava muito disso. Eu ganhei mais distância da vida. Eu finalmente tive tempo pra minha família e filhos. Pra brincar com eles, fazer coisas legais.

Conhecê-los melhor…

Isso também. Acontece que eles são muito gente boa. Graças à pandemia, eu tive a chance de ver se nós realmente gostamos uns dos outros. Você consegue ficar junto em casa por mais que alguns dias e não matar uns aos outros? E sabe de uma coisa? Ainda estamos vivos! Embora tenham tido momentos de crise (risos).

Então ta só de boa na lagoa.

Exatamente. O estresse de repente foi embora.

Estresse? E o que estressa um ator tão procurado?

Você não tem ideia da pressão que ta comigo todo dia. Eu coloco muito isso em mim mesmo, claro, então eu só posso culpar a mim. Mas tem algo sobre mim que eu sempre quero dar 110%. E em todo projeto que eu faço parte, eu sinto que não estou fazendo isso, então eu fico tentando ainda mais. Tudo isso teve um grande impacto na minha psique. Que eu notei só agora, quando esse estresse desapareceu, porque eu não gravei nada por vários meses. Eu tinha que… Bom, exceto talvez ser o melhor pai do mundo.

Pra cego ver: Chris Hemsworth está encostado lateralmente em uma parede de tijolos claros com um casaco de lã escuro, um anel prateado com uma pedra preta na mão direita (dele) e os braços cruzados na frente do peito, sorrindo sutilmente.

Mas esse relaxamento profissional também significou para você pegar mais leve no treino pesado que você faz em detrimento de parecer tão bem? Você poderia só deixar ir, encostar no sofá e viver como um mortal comum?

Eu nunca vou parar de praticar de novo. Assim que eu começo a ficar muito preguiçoso, meu corpo, estragado por várias lesões, começa a me mandar sinais que algo está errado. As costas começam a doer. Todos os meus músculos começam a ficar flácidos eu eu começo a andar que nem um zumbi das séries. Além disso, mentalmente eu já estou acostumado ao fato de que ser ativo me dá alegria de viver. Eu me acostumei com o fato que eu começo meu dia com corrida, natação, surfe ou crossfit. Eu não consigo imaginar minha vida sem isso mais. É um ritual que me acalma.

O movimento começou a te entreter?

Não tanto movimento quanto ver o que mais posso fazer com meu corpo. Do que ela é capaz? Mas não digo ações tipo “Jackass”, mas nos termos do físico (risos). Recentemente, por exemplo, eu tenho checado o quanto eu consigo empurrar e puxar um trenó com a força dos meus músculos, ou quanto tempo consigo correr num traje de bombeiro completo. Esses experimentos me motivam a trabalhar mais. Claro, seria bom desacelerar um pouco, mas se eu não fizer nada por muito tempo, eu perco minha energia completamente, começo a dormir o dia inteiro, e geralmente desaparecem dos meus olhos.

Eu achei que quando você fosse forçado a ficar em casa e não vagar pelo mundo, que sua esposa tivesse te dado uma lista de coisas pra você consertar na casa. Você sabe, portas barulhentas, prateleiras bambas, etc.

Não é desse jeito, mas eu ganhei umas tarefas tipo limpar, e você tem que saber que eu sou muito bom nisso. Sério. Na beira de um transtorno obsessivo compulsivo. Não vou deixar uma poeirinha pra trás. Também gosto quando tudo na casa está arrumado e no lugar que era pra ficar. E acontece que eu realmente gosto de cozinhar. Digo, eu sabia disso antes, mas agora eu tenho tido a oportunidade de desenvolver completamente meu potencial culinário.

Pra cego ver: Chris Hemsworth está encostado em uma parede branca e lisa com uma camisa preta. O braço direito está cruzado sobre o abdômen e a mão esquerda no rosto, que está um pouco tombado pra esquerda dele.

Um homem de muitos talentos. Você também sabe dirigir um carro de Fórmula 1, voar, atirar. Tem alguma habilidade que você não tem mas que queria ter?

Arco e flecha (risos). Eu sempre quis atirar uma flecha direito. Eu também tenho sido fascinado por artes marciais desde que eu era criança. Eu fiz box e kickboxing. Meu sonho é ir para a Tailândia para aprender Muay Thai lá. Eu já tive a oportunidade de tentar e eu adoraria aprender essa linda arte marcial que parece dança no ringue. Uma coisa fabulosa. Eu sou fascinado pela cultura inteira que cerca o Muay Thai. Os rituais associados com isso e as tradições centenárias.

Leia a parte 2 da entrevista aqui.
Confira as imagens em alta resolução em breve, na nossa galeria.



Mesmo durante a quarentena Chris Hemsworth continua fazendo presença. Desta vez, o ator é capa da edição de maio/junho da revista GQ. Confira a segunda parte matéria traduzida e o ensaio fotográfico a seguir.

Leia a primeira parte aqui.

Fotos por Mathew Brookes para a GQ Australia

Hemsworth tem pensado muito sobre o destino do mundo ultimamente, e não só por causa da crise atual. Seu irmão Liam, que também se mudou para Byron Bay no início desse ano, perdeu sua casa nos incêndios da Califórnia em 2018, e os incêndios na Austrália poderiam ter pego a casa de Chris também.

“O lugar todo parecia inflamável,” ele diz. “Isso me faz ver quão pouco controle nós temos sobre essas coisas, seja os incêndios ou coronavírus. Eles não discriminam, todos estamos vulneráveis a isso.”

No início de Janeiro, Hemsworth foi ao Instagram e compartilhou um vídeo com seus 40 milhões de seguidores onde falou sobre os incêndios na Australia e pediu doações, além de anunciar que estava doando 1 milhão de dólares para ajudar no combate às chamas.

É fácil para as celebridades jogar dinheiro por aí, claro. Mas no ano passado, Hemsworth também participou da Greve Global Pelo Clima (Global Climate Strike) com sua família, e ele tem sido vocal em pedir aos líderes mundiais para fazer mais pelo combate à mudança climática – Ele disse à GQ em 2017 que Donald Trump estava “cheio de merda em todos os níveis” quando o assunto foi mencionado, o que é difícil de argumentar contra.

“Não está mais tão longe, uma ameaça iminente,” ele diz. “Nós estamos ver isso acontecer em tempo real, na porta de casa. Nossa relação com a Terra e com a sociedade e um com o outro, nós estamos recebendo uma verdadeira balançada. Você começa a repensar seus valores e se torna claro o que é importante.”

“Você pode não sentir um enorme senso de que mudanças climáticas são reais e é hora de fazer algo sobre isso. Mas então está nas notícias e está à vista, fora da mente. Isso é o que me assusta porque a não ser que as coisas estejam bem na nossa frente, nós temos energia para fora antes de ser tarde demais?”

Isso é o que mais preocupa Hemsworth. Essas coisas serão deixadas para futuras gerações, para seus próprios filhos, apara lidar – e até, a oportunidade pode já ter sido perdida.

“Eles sabem mais sobre mudanças climáticas que a gente,” ele diz. “Mas também é desanimador que nós não conseguimos guiar o barco. Ver que essas crianças estão se esforçando para ganhar a atenção dos adultos – nós deveríamos estar envergonhados com isso. Eu sou inspirado por eles, mas também estou desapontado que é isso que deixamos para eles. A comunidade cientifica inteira está de acordo, então negar isso nesse ponto não é só ingenuidade, é também irresponsável e perigoso.”

É uma época difícil de pensar sobre o futuro. E é fácil fingir que Hemsworth tem todas as respostas, que ele é o super-herói que todos precisamos agora. Mas também é fácil descartá-lo como outra celebridade qualquer, pregando para as massas da sua mansão, alheio à forma como as pessoas normais vivem. A realidade é que nenhuma das duas coisas é completamente verdade.

Hemsworth não está nos pedindo para acreditar que ele sabe o que por aí. Ele pode ser um dos homens mais famosos do plante, mas pelos próximos meses pelo menos, ele é só outro cara em casa com sua família, tentando continuar a vida. Esperando pelo melhor, como todo mundo.



Mesmo durante a quarentena Chris Hemsworth continua fazendo presença. Desta vez, o ator é capa da edição de maio/junho da revista GQ. Confira a primeira parte matéria traduzida e o ensaio fotográfico a seguir.

Fotos de Mathew Brookes para a GQ Australia

No início deste ano, Chris Hemsworth, estrela mundialmente famosa, galã, super-herói, homem mais sexy do mundo em 2014, segundo ator mais bem pago do mundo em 2019, marido, irmão, pai, empresário, filantropo, fã de Western Bulldogs e nórdico Deus do Trovão, de repente se viu em uma posição incomum. Ele era muito parecido com todo mundo no mundo. Em casa. Crescendo inquieto. E preocupado com o que aconteceria a seguir.

Isso foi no final de março e o encerramento foi tão completo que era como se a própria Terra tivesse parado de girar. Lojas fechadas, empregos perdidos, caos em praticamente todos os países.

“Provavelmente é a primeira vez em 10 anos que eu não sei o que vou fazer nos próximos seis meses”, diz Hemsworth, sua voz no mesmo barítono áspero que você ouve na tela. “Não tenho tudo planejado. Até certo ponto, é bom não ter um cronograma, mas o desconhecido e a incerteza são intimidantes”.

Hemsworth, é claro, não era realmente como todo mundo. Ele sabe o quão sortudo ele é. Ele poderia estar em casa junto com o resto do país, mas o local em que estava confinado era a propriedade no alto de uma colina perto de Byron Bay, onde ele, sua esposa, a atriz espanhola Elsa Pataky, seus três filhos e o cachorro de estimação da família, Sunny, moram desde o final do ano passado.

“Temos muita sorte”, ele reconhece a situação de sua família. “Mas estamos aqui em casa e tentamos educar em casa as crianças, o que já é um feito. Eles são melhores alunos do que eu professor, para ser sincero”.

Quando o distanciamento social ocorreu, Hemsworth estava no meio das filmagens da série Limitless, para o National Geographic, na qual enfrentaria uma série de desafios físicos e mentais com o objetivo de viver mais tempo.

Ele também estava programado para promover Extraction, um filme que gravou em 2018. “Eu amo tanto esse filme”, diz ele sobre o thriller de ação, que já está disponível na Netflix. “Então eu estava animado para sair mundo à fora e vender isso”.

Depois, há a quarta parcela da franquia que o tornou um nome familiar, Thor: Love and Thunder. Ainda está previsto o início das filmagens em Sydney em agosto, embora a atual crise deixe a pré-produção em dúvida.

Ele sabe que está muito melhor do que a maioria – a demanda por serviços de desemprego em todo o país atingiu o pico tão rapidamente em março, que o site do Centrelink caiu – mas, para Hemsworth, a ruptura forçada parece que já faz muito tempo.

“Passei provavelmente 15 anos no que parecia uma maratona, uma carga de trabalho constante”, diz ele. “Muita energia foi direcionada para isso e, ao ter filhos ao mesmo tempo, tenho tentado constantemente encontrar o equilíbrio. Eu realmente ansiava por mais tranquilidade e senti uma necessidade definitiva de desacelerar. Não ter uma agenda na minha frente me fez reposicionar meus valores e o que é importante, e acho que a maioria das pessoas está tendo esse tipo de pensamento no momento”.

Hemsworth sempre quis ser ator. Ele se lembra de assistir Legends of the Fall – o épico vencedor histórico do Oscar, estrelado por Brad Pitt e Sir Anthony Hopkins – e de ter ficado impressionado com Pitt.

Seu alcance, seu carisma na tela. Depois, após fazer um curso na escola de cinema e televisão Screenwise de Sydney, Hemsworth sabia que não podia fazer mais nada. “Da noite para o dia, tornou-se minha obsessão”, diz ele.

Mas ele tinha outra motivação além de querer ser o próximo Brad Pitt. Hemsworth estudou em Heathmont, no leste de Melbourne, mas sua família se mudou para Bulman, uma pequena cidade de gado com menos de 300 pessoas no Território do Norte. As coisas não eram fáceis, e ele logo começou a sonhar em torná-lo grande.

“Nós crescemos com muito pouco dinheiro”, diz ele. “Meus pais lutaram com contas e pressões financeiras e pensei que, se eu sou ator, posso nos livrar disso, posso cuidar da minha família”.

Assim começou um ritmo de trabalho frenético que, até esse recente período de trégua, não diminuía há mais de uma década. Mas, além de buscar o sucesso, ele também foi movido pelo medo. Medo de que, se ele não continuasse dizendo sim, continuasse assumindo mais projetos, as coisas poderiam desacelerar tão rapidamente quanto decolassem.

“Você precisa ter uma abordagem obsessiva”, diz ele, trabalhando na indústria cinematográfica, “como qualquer coisa quando as probabilidades estão contra você e é uma chance em um milhão de você entrar. Mas uma vez que você está dentro, nenhum dia se passa sem que você pense que será tirado de você, tudo de repente”.

Mas anos correndo a todo vapor começaram a cobrar seu preço. E mesmo que ele esteja claramente em uma posição em que pode tirar o pé do pedal – Hemsworth ganhou mais de US$100 milhões no ano passado, sozinho – é difícil quebrar os velhos hábitos.

“Você ainda tem esse medo e ansiedade programados em você de que tudo vai desaparecer”, diz ele. “Mas devo admitir que, depois de pagar a casa dos meus pais e cuidar da minha família, tive um momento em que pensei: e agora? O que está dirigindo isso?”.

“Todo trabalho que eu aceitava, toda vez que fazia essas viagens prolongadas, ficava cada vez mais difícil. Por um tempo, você acha que as crianças não percebem e então você se dá conta que elas percebem. Eu absolutamente quero continuar a fazer filmes dos quais me orgulho, mas isso também pode esperar. Agora, o mais importante é que meus filhos têm uma idade que não quero perder. E eu odiaria olhar para trás daqui a 20 anos e dizer: ‘Certo, vamos trabalhar como pai’ e sentir falta de tudo isso”.

Em 2014, Hemsworth começou a filmar o segundo filme dos Vingadores, Era de Ultron, quando ele e Pataky compraram sua propriedade em Byron Bay por US$7 milhões. Eles moravam em Los Angeles há anos, mas isso marcaria o início da mudança de sua família para fora do epicentro do showbiz e voltando para casa na Austrália.

“Você está um pouco demais no olho da tempestade quando mora em Hollywood”, diz ele. “Morando na Austrália, também é mais fácil de me afastar do trabalho – e você tem um pouco mais de liberdade para deixar passar alguns e-mails e telefonemas”.

Tudo seguindo o plano, Thor: Love and Thunder será lançado em 2022. Até então, Hemsworth já interpretou o personagem-título por uma década – é fácil esquecer que ele tinha apenas 25 anos quando foi escalado para o original de Kenneth Branagh em 2011.

Na época, ele tinha um punhado de créditos em seu nome e, embora já fosse razoavelmente famoso na Austrália – ele apareceu na versão local do Dancing with the Stars em 2006 – Hemsworth era um desconhecido virtual nos EUA. Ele fez um teste sem sucesso para um papel em X-Men e também para a liderança em G.I. Joe, uma parte que finalmente foi para Channing Tatum. Hemsworth começou a pensar que sua carreira nunca poderia decolar.

“Eu tive sete ou oito respostas e eu pensei que uma delas iria dar certo,” ele diz. “Mas então nenhuma delas deu e então eu pensei: é isto, eu perdi de novo. Mas então Thor apareceu. Se eu tivesse conseguido um dos outros trabalhos eu nunca teria feito Thor.”

Assim que Hemsworth apareceu pela primeira fez no blockbuster, seu mandato como Deus do Trovão, sua transição foi organizadamente guiada da obscuridade para se tornar um dos atores mais famosos no planeta. Mas entre a franquia original e os filmes dos Vingadores, o próximo capítulo será o nono passeio de Hemsworth pelo papel. O dinheiro é bom, claro, mas ele começou a achar que ele começou a perder de vista o que ele queria para sua carreira.

“Eu senti uma falta de criatividade”, ele diz. “Mas era menos sobre eu ser o tipo pro papel – Era mais, ‘Isso é tudo que consigo fazer?'”

Em 2017, ele decidiu misturar as coisas e tomou um papel inesperado como um assassino líder cultista no suspense neo-noir Maus Momentos no Hotel Royale. O filme foi bem recebido quando foi para para as telonas, fazendo 52 milhões de dólares em bilheteria, e podia ser um descanso escasso das produções de grande orçamento que Hemsworth ficou conhecido por fazer. No último ano, Vingadores: Ultimato, por comparação, fez mais que 4,6 bilhões de dólares ao redor do mundo.

“Isso reacendeu meu amor por atuar,” ele diz de Maus Momentos. “Eu tinha que fazer alguma coisa que não era sobre efeitos especiais e sequências de ação. Quando se torna muito familiar, é muito fácil pra mim dizer, ‘Por que infernos estou fazendo isso?'”

Teve outro elemento que fez Hemsworth levantar o martelo novamente. O diretor neozelandês Taika Waititi sse juntou à franquia com Thor: Ragnarok em 2017, e ganhou elogios por injetar humor na série, que – numa era onde as audiências estão esperando para ver mais vulnerabilidade de seus heróis nas telas – foi em risco de se sentir datado.

“Ele é divertido demais,” diz Hemsworth, de trabalhar com o diretor. “Mas não confunda aquela energia infantil e frenética com alguém que não está preparado. É uma combinação única, que ele tem habilidade de, através do humor, colocar você à vontade, mas também está armado com todo o conhecimento que um diretor precisa para liderar você através do processo. E isso veio numa hora quando eu desesperadamente queria colocar mais humor no personagem.”

Esse ano, Waititi também ganhou um Oscar de Melhor roteiro Adaptado por Jojo Rabbit, sua comédia sombria da Segunda Guerra Mundial sobre um garoto alemão que descobre que sua mãe está escondendo uma menina judia na casa deles.

“Eu certamente fiquei feliz por ele quando ele ganhou e foi um momento muito especial,” diz Hemsworth, depois de admitir que ele não tem prestado tanta atenção às premiações como ele fez um dia. “Na verdade eu não vi nenhum dos outros filmes que concorriam com o dele – Eu não tenho visto muito de nada. Vivendo aqui eu estava tipo, ‘Ah é, é temporada do Oscar’. Eu tenho estado bem por fora.”

Hemsworth e Pataky tem três filhos, uma filha de sete anos e gêmeos de cinco. Embora a agenda de filmagens pode tirá-lo de casa por meses de uma vez, ele gosta do fato de que eles estão em uma idade que podem assistir aos filmes. Mesmo que eles não estejam convencidos que ele é o super-herói, o resto do mundo vê ele como um.

“Eu gosto muito quando eles realmente gostam dos meus filmes,” ele diz. “Mas também tem uma quantidade igual de “virada de olhos” – Eu não poderia ser menos legal aos olhos deles. É a forma da natureza de dizer a verdade. Você pode cair na falsa noção de auto importância num set de um filme, onde você se sente especial, então é bom se lembrar que não é o caso. E as crianças certamente mostram isso em casa.”

Leia a segunda parte da entrevista aqui.



After stuntman Bobby Holland Hanton was time to talk to young actor, Rudhraksh Jaiswal. Rudhraksh has become know abroad for the role of Ovi Mahajan, a Indian boy who is kidnapped and ended up rescuedby Tyler Rake (Chris Hmsworth) in next action movie from Netflix, Extraction, wich arrives April 24th on the plataform.

Check the complete interview bellow!
Portuguese version here.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image.png

We know that your career has been increasing fast and now you worked with a big  Hollywood name, like Joe Russo, one of the responsibles for the biggest box office in history. How did you feel knowing that you would play on of his script?

R: Get this film was a huge struggle. The audition process was tough, it required to learn huge scripts and best of best acting skills. The casting director, Tess Joseph, who helped me in very take she took. She helped me to take out the best scene from my inside. Getting to know I was working with such big people, was like a dream come true. My mom did not know who Chris Hemsworth was. But when I told her about Thor, she was in great shock. Working with Russo brothers was like a miracl., I met him in Mumbai when he came for [Avengers] Endgame’s promotions and he truly appreciated my work in the movie. The feeling was just magical when I got to know that my debut was going to be in an Hollywood movie.

We also heard  that Chris Hemsworth was pretty didactic and gave you some tips. Could you share some?

R: Chris sir is very supportive and helping. He has helped me at each and every stage of the shoot, wether it be during the scenes or after the shoot. We both did many script reading sessions together, he taught me dialogue delivery, how to get the pauses right, voice modulation. He is very down to earth, and he calls me the little legend because he likes my acting a lot. I message him sometimes, asking him about acting advice mostly, stuff about how I could start auditioning in Hollywood or some good acting schools out of India.

About  him yet, after all this time working together, you guys are still in touch?

R: He follows me on Instagram, so every time I message him he reply’s. As I told you, I mostly ask him about acting stuff. He has told me that he likes my flips(as I do gymnastics a lot). He wished me on my birthday also. We have been always been in touch. He has also called me at his house in Byron bay. 

And what about Sam Hargrave? You just joined of the first movie directed by him. How it was having him as a director? Did you participate of any action scenes?

R: When I got to know about Sam Hargrave I got chills. He was the action director for Marvel movies. When I had the director’s meeting, we discussed a lot about Avengers [and] I did try to take out some spoilers, but was not successful. His has such a different vision at looking things, he always tries to make the shot interesting, “nerves gripping”. He always strapped himself to the Vinet of the car and take all the actions shots and once he crashed into our car and that was crazy, it was very scary. We also sat for script reading sessions, he gave me tips on my character which helped me a lot. He is very good at sings and helps me improve my gymnastics also. He is like my big brother, he is very caring. 

This is your first international movie, right? What’s the feeling of knowing that people are starting knowing you worldwide? 

R: Yes, this is my first international movie and I was dammmn excited for it, dream come true. I am very happy that people are getting to know me worldwide. I hope they like what I do and appreciate my work. That’s all I hope for. I want to make many fans, turn all my haters into loving fans. That’s all I want. Making space in Hollywood, was magical. I love this, I hope for that best. 

And you’re still on school, including organizing projects there, as we saw on your Instagram recently. How people there react to your rising fame? Do you already have fans there?

R: I do have a lot of haters also and they keep messaging me that “you weren’t capable to get this movie”, “you are not good”, “you are nothing”. But I tell my mom that I will show them from my work and now all my haters have turned into loving fans. It’s all because of my mom, she has always been there for me, she has been a great supporter. In school, everyone is jealous [laughts]. And that makes me happy.

You already appeared at yourself in other productions and also as Sahadev. This time, there is any similarities between you and Ovi Mahajan? Which are they?

R: There was no, similarity between shadev and Ovi, they are completely different. Shadev is a part of a mythological series and Ovi is basically me. Most of the part relates to my life and that is perfect for me.

We also saw on your Instagram that you and the crew played soccer together and stuff like that. This relaxed atmosphere was also on set? Do you have any story from backstage to tell us?

R: Yeah, when ever we used to come early for the shoot, everyday we used to play football  and I was always in Chris sirs team. Then we used to also do a lot of Swimmming. We did under water gymming, we played volleyball and I and Chris did Swimmming race! On set it was a very fun atmosphere, we used to play a lot of pranks on the crew members, we had a lot. But we focused a lot on are scenes. It was a magical atmosphere!!

We already read the sinopse from Netflix, but we want to hear from your. How do you describe the movie? What fans can expect?

R: This movie is completely an action packed film, I bet you have not seen this kind of action any where else. The story is more about my and chris sirs chemistry. It’s about an emotional bond which gets stronger and stronger after every scene. So the movie mainly revolves around us both!

Let’s get to know you better! What do you like to do when you are not working or studying?

R: When I am not working, I always try to be active on the stage, like plays, fancy dress, monologues and annual concert! And I do a lot of gymnastics also, I always learn and I just keep learning and improving my skills. I do a lot of swimmming and mixed martial arts. I am a nationals in mma and a state level in swimmming! I want to learn and just improve my skills. 

And finally, after debut on Netflix alongside great names, what are your plans for the future?

R: I want to be actor for sure, I feel happy when I act, it makes me very happy! So I don’t mind struggling for the next 4 years or 5years. I want to express my self to the world.

Got excited for the movie? Let’s us know right bellow on comments 🙂

Rudh was very nice and friendly in giving us this interview via e-mail. We hope that he can achieve his goals and that Extraction becomes a great success!

The movie comes out on April 24th, on Netflix.



TODOS OS DIREITOS RESERVADOS • Layout por CHBR & codificado por Lannie D