O USA Today revelou em primeira mão as primeiras imagens de “Extraction“, novo filme de Chris Hemsworth e anteriormente conhecido como “Dhaka“. Confira abaixo a publicação traduzida:

Mesmo se você tirar o martelo mágico, é muito difícil suavizar o visual de super-herói de Chris Hemsworth.

“Tentamos deixá-lo sujo e ensanguentado e uma barba mal feita e acabamos o deixando mais bonito. Parecia que quanto mais sujeira e sangue colocávamos nele, mais bonito ele ficava. Por isso, nós falhamos”, diz Sam Hargrave, diretor de “Extraction”,

Hemsworth, que interpretou o Deus do Trovão da Marvel em três filmes solo de “Thor” e quatro filmes dos “Vingadores”, estrela como Tyler Rake, um mercenário do mercado negro contratado para resgatar o filho sequestrado (Rudhraksh Jaiswal) de um lorde internacional do crime. Rake se aventura em Dhaka, Bangladesh, para extrair a criança e, ao longo da missão, uma proximidade se desenvolve e Rake descobre um caminho de redenção.

“Você tem um cara que tem um passado sombrio e fez coisas muito violentas como forma de ganhar a vida”, diz Hargrave. “O interessante sobre o personagem (de Hemsworth) não é sua bravura física, mas sua covardia emocional”.

A missão de Rake “desperta algo dentro dele que ele havia enterrado e deixado de lado por muitos anos” após a trágica perda de seu próprio filho, diz Hemsworth. “Ele chegou a um acordo com o fato de que seu número pode subir a qualquer segundo. A inocência e pureza desse jovem garoto lembram que ainda há mais o que fazer na Terra antes que ele parta”.

Hemsworth reconhece que ser pai de três filhos deu à sua performance “uma crueza e autenticidade que são difíceis de falsificar. Todo tipo de perspectiva que você tem sobre qualquer coisa na vida muda quando você tem um filho – não é mais sobre você, é sobre eles. A ideia de não ser esse o caso ou a perda de um filho, não consigo imaginar nada pior.”

Além disso, filmar na Índia e na Tailândia e ficar longe da família por três meses “certamente o torna um pouco mais vulnerável a esses pensamentos e emoções”, acrescenta Hemsworth. “Todos nós estávamos com o nariz na pedra de amolar.”

“Extraction” marca a estréia Hargrave como diretor, que trabalhou com Hemsworth como coordenador de cenas de ação e diretor de segunda unidade em “Vingadores: Guerra Infinita” e “Vingadores: Ultimato”. Hargrave também foi o dublê de Chris Evans em vários projetos da Marvel.

Esses momentos inspiraram sua estrela. “Ele teve tantos arranhões, inchaços e lesões quanto nós”, diz Hemsworth. “Como a maioria dos caras que são dublês, talvez haja alguns parafusos soltos, mas é contagiante estar perto desse cara”.

“Você está falando sobre fazer um truque e parece um pouco cabeludo, e de repente ele se manifesta e se joga da colina ou contra a parede e fica tipo ‘OK, acho que não posso mostrar agora'”.

Hemsworth lembra que “Extraction” foi fisicamente e emocionalmente desgastante para se gravar, com combate corpo a corpo, perseguições insanas com grande quantidade de cenas de correria, mergulhos e rolagens.

No entanto, “despertou o jovem adolescente em mim novamente”, diz a estrela de 36 anos. “Para não dizer que estou ultrapassando meus limites ou estou ultrapassando a colina de qualquer forma, mas você percebe ao longo dos anos coisas como ‘Ooooh, há um pequeno problema no meu joelho que não existia antes’ ou um pequeno puxão no meu ombro eu não havia percebido. Mas eu senti que isso me reenergizava. Foi um chute no traseiro dizer: ‘Vamos lá, ainda há muito mais no tanque’.”