Com a dupla Chris Hemsworth e Tessa Thompson voltando pras telonas de novo em MIB, é difícil não pensar no filme mais recente em que os atores estiveram juntos, Thor: Ragnarok, em que interpretaram Thor e Valquíria, respectivamente. Chris contou a Entertainment Weekly quais as diferenças entre atuar como um agente secreto e um deus do trovão.

Na entrevista ao periódico, o ator explicou que Agente H (MIB) é mais pé no chão que seu personagem mais famoso, Thor, admitindo que algumas vezes ele tinha problemas pra lembrar que ele não estava mais interpretando um super herói.

“A manobras de Thor eram muito mais complicadas, mas parece que uma bomba atômica explode em cada pancada do martelo. Tudo é meio que ampliado a um nível que é muito não-humano. Enquanto dessa vez, nós tivemos que ficar constantemente trazendo pra realidade. Tem sempre uma parte onde eu fico tipo, ‘Posso dar uma pirueta ou meio que só saltar desse prédio pro outro?’ e eles tipo, ‘Nah, humanos não fazem esse tipo de coisa,’ Então eles tiveram que me controlar ocasionalmente.”

As sugestões de Hemsworth no entanto foram apoiadas pelo coordenador de cena Wade Eastwood, que lembra como os hábitos do MCU do ator ressurgiam no set de MIB.

“Eu vejo o crossover do universo Marvel. Ocasionalmente Chris pode erguer os braços e esperar que um martelo voe pra sua mão, mas é isso aí. Ele tem dirigindo carros dessa vez e está fazendo todo tipo de coisa que são completamente diferente de tudo que ele já fez antes”, diz Eastwood.

Além das “manias”, Chris ainda tem ao lado a parceira de Thor: Ragnarok, Tessa Thompson, que diz que ainda acha um pouco estranho os dois estarem de novo como parceiros em outro filme.

“Eu não achava que íamos estar de volta juntos tão rápido. Eu achei que nós dois estaríamos de capas. Então eu fiquei tipo, ‘Estamos de terno?'”

MIB: Homens de Preto – Internacional estreia dia 13 de Junho de 2019 no Brasil.

Fonte